Nuno Coelho

Março 12 2009

 

Vida de gato - Parte um

 

 

Felino robusto e poderoso, dono de todo o mundo ao seu redor! Tudo quanto a vista alcança é dominado pela sua pata autoritária. Nada escapa ao seu olhar penetrante e decidido, desde a porta de saída, até à grande sala de brincar, onde ele permite que a família jante ocasionalmente, quando lhe trazem mais gente para o adorar.

Agora, e para que a nossa existência fique mais rica de conteúdo, vamos olhar para o seu mundo...

Tudo tem início na porta de saída: é por onde o seu mundo se abre para um sítio grande, onde às vezes se aventura... Mas nada de devaneios! Embora lá seja uma extensão do seu mundo, um quintal imenso, onde os outros felinos são proibidos ou muito mal tolerados, o seu mundo é tudo o que interessa mesmo! Por isso, vamos fechar a porta e ver onde nos leva a seguir o nosso anfitrião.

Corpo ágil e esguio, demora-se para nos deixar contemplá-lo enquanto tentamos acompanhar os seus movimentos perfeitos. Vamos ter que seguir o seu passo elegante para descobrir um dos seus quartos! Uma majestosa cama só para ele, onde, friorento como manda a tradição real, tem todas as noites duas meninas lindas para lhe fazer companhia e aquecer as suas patinhas delicadas. Brinquedos por todo o lado, que as meninas espalham criteriosamente de acordo com as suas indicações, mas que eventualmente ele tem que arrumar melhor, pois não se pode deixar estas coisas importantes mas mãos de qualquer um! A seguir, leva-nos ao seu outro quarto - sim, porque dormir todos os dias no mesmo quarto não seria digno da sua posição como o centro de adoração da família. Aqui, tem um certo nível, algo que não encontramos todos os dias: Edredão macio, sedoso, onde se pode enroscar, cortinas finas, para afiar as suas garras delicadas com todo o conforto, e como não podia deixar de ser, aqui também tem companhia, para que as suas patinhas não arrefeçam durante a noite!

Do quarto passamos ao um local mais recatado, onde a sua higiene é tratada: a casa de banho! Tem a sua caixa de areia, que manda limpar diariamente. Quando não é limpa, ele tem que preparar a areia, alisando e distribuindo, para que os seus hábitos higiénicos sejam feitos com a devida dignidade, aliás, ele está farto de explicar que não pode haver excesso de areia dentro da caixa, mas é tão difícil arranjar criadagem decente nos nossos dias que muitas vezes tem que ser ele mesmo a retirar o excesso!

Vamos passar para o seu local favorito: a sala da comida! Por uma questão de logística, é onde os seus humanos cozinham e comem. Só assim pode garantir que não se vão esquecer dele! Esta situação é particularmente desconfortável pois nunca sabemos por onde eles andam, e não são lá muito higiénicos: Além da sua companheira mais nova, uma humana maravilhosa de 4 anos, que sabe sempre onde fazer a festinha certa, nunca viu qualquer dos outros humanos a lavarem-se! Só usam a língua de vez em quando, para lamber as coisas mais estranhas, muitas vezes na mesa da cozinha! Decididamente, ali é onde ele não arrisca meter as patas! Nunca se sabe o que por lá pode ter passado! Tem também um fogão e uma cama ao lado, para tirar uma sesta de vez em quando – Isto porque muitas vezes é preciso meditar sobre em qual quarto vai dormir essa noite!

Há um quarto que não nos mostra: confidencia-nos que nesse quarto não estamos autorizados a entrar! É o quarto onde a matriarca da família dorme! Embora o nosso felino seja muito cuidadoso com o seu espaço, prefere deixar este quarto fora da sua alçada, pois a ocupante desta divisão tem um feitio tão mau, que ele prefere deixa-la confinada ao seu espaço. Já pensou em mandar instalar uma rede para que a matriarca não possa fugir e correr pela casa toda, a espalhar o caos e a confusão, mas o telefone está cuidadosamente vigiado por ela, e o pin do cartão de crédito foi alterado depois de ele encomendar 50 kg de atum à peixaria da esquina. Os pormenores são confidenciais, para manter a sanidade da família.

Assim ficámos a conhecer os domínios do felino mais fantástico, sedoso, giro e tal da casa e arredores.

 - Nuno Coelho © 12-2008

publicado por Nuno Coelho © às 01:27
Tags:

Semente lançada que deu fruto "Vida de gato".

Desafio alcançado. Parabéns continua!

Histórias, devaneios, palavras sentidas que tenho tido o privilégio de ler.

Não posso corrigir...não devo!

Avaliá-lo torna-se difícil.

Meticulosamente descritivo, espontaneidade na escrita com grande sentido humorístico.
Genuíno na abordagem do tema.
Absolutamente fantástico.

Tua expressividade encanta-me...
Pura delícia...
Com vontade de nunca deixar de te ler.

Nunca em tempo algum deixes de escrever.

Sílvia
Sílvia a 23 de Março de 2009 às 11:08

Blogo, logo existo! A forma de deixar uma marca no mundo
mais sobre mim
Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
13
14

15
16
17
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


pesquisar
 
blogs SAPO